BLOG SÓ PALAVRAS + UM POUCO DE TUDO, NOTICIAS E TEXTOS MAIS

Ultimas Postagens

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Minas Gerais vai gastar mais R$ 6 millhões por mês com 3.040 presos, Você sabe quanto vai ser gasto com 3.040 alunos?

 

clip_image001Já dizia o sábio filósofo Pitágoras de Samos “Educai as crianças e não será preciso punir os homens”.

Dito isto, o que você prefere?

Quando políticos analisaram os presídios do governo de Minas Gerais, resolveram criar uma PPP, fica a duvida de quando irão analisar as escolas publicas e realizar uma PPP.

tirando os custos normais como o auxilio reclusão o preso em 60 meses custara ao estado um total de R$120.000,00 aproximadamente e um aluno em uma escola particular custaria em 60 meses R$72.584,46 aproximadamente.

Com 14,1 milhões de brasileiros analfabetos, só temos a lamentar.

É o mesmo que dizer que aproximadamente 7% da população brasileira não sabem nem ler, nem escrever. Em matéria de educação, aliás, só ganhamos do Zimbábue.

Se considerarmos o analfabetismo funcional, a situação é ainda pior! Esta taxa atinge o equivalente a 20,3% da população segundo dados do Inaf, divulgados em julho de 2012. Ou seja, um em cada cinco brasileiros (de 15 anos ou mais) é analfabeto funcional, o que representa uma redução de 13 pontos percentuais na comparação com o índice de 2001. Eu que sou analfabeto funcional realizei um conta 13 pontos percentual em 11 anos deu como resultado 1.18 pontos percentual por ano...kkkkkkkk, uma ótima melhora.

Segundo o IBGE, analfabetos funcionais são pessoas com 15 anos ou mais de idade e menos de quatro anos de estudo. Especialistas também classificam este grupo como pessoas que sabem ler e escrever, mas não entendem aquilo que lêem, (desculpa a nova reforma ortográfica retirou o acento da palavra Lêem, passando a nova grafia para LEEM) então você esta entendendo tudo até aqui ou não.

Mas este cenário pode ficar ainda pior: nos últimos 15 anos, o Brasil construiu mais presídio que escola. Isto mesmo, a informação, embora chocante e indigesta é verídica.

Um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Luiz Flávio Gomes (http://www.ipclfg.com.br) verificou (a partir dos dados do IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) que no período compreendido entre 1994 e 2009, obtivemos uma queda de 19,3% no número de escolas públicas do país, em contrapartida, no mesmo período, o número de presídios aumentou 253%. Isto porque, só em 1994 eram 511 estabelecimentos, este número mais que triplicou em 2009, com um total de 1.806 estabelecimentos prisionais.

(Pergunta: Bem blogueiro você esta falando de dados de 1994 a 2009, isso e passado estamos em 2013 e não tem nada a ver com a situação atual, ou tem?)

Sim a pesquisa e coisa passada, e tem tudo a ver com a situação atual, nos meros “brasileiros”, não temos escolas e estamos com defasagem de ensino, passamos a ter menos necessidades de pesquisas como estas, uma vez que não entendemos, não ligamos para as pesquisas.

Ora, quando nos deparamos com um pais que nos últimos 15 anos últimos investiu mais em punição e prisão do que em educação (+ presídios – escolas), estamos diante de um pais doente!

Uma inversão absoluta dos valores: inclusão social em detrimento da “construção cultural” junto a jovens por uma “Reabilitação, social do cidadão infrator da lei”, Menos Estado social e mais Estado policial em busca da reabilitação.

Uma aberração, querer reabilitar o que não foi habilitado.

Um pais focado na formação dos cidadãos, é um pais necessariamente desenvolvido e, consequentemente, com menos violência e menos punições.

Demorou para o Brasil atacar as causas e não as consequências.

O presídio foi construído em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte  Foto: Marcellus Madureira / Especial para TerraO Governo de Minas Gerais recebeu no dia 18 de janeiro de 2013 autorização para começar a transferência de preso para o 1º presídio do pais construído em uma PPP(Parceria Público-Privada), uma parceria entre o governo de Minas Gerais e cinco empresas que, através de licitação , ganharam o direito de construir a nova cadeia e administrá-la durante os próximos 27 anos.

O Estado vai desembolsar, por presidiário, mais de R$ 2 mil mensais, um custo de mais de R$ 6 millhões mensais para os 3.040 presos que devem ocupar as cinco unidades do complexo.

Os presos devem ter acesso obrigatório a salas de aula, livros, assistência médica e odontológica, consulta para terapia ocupacional e cardápio variado, tendo inclusive sobremesa com pudim e vários tipos de doces, todos os presidiários terão que trabalhar e estudar obrigatoriamente. Para isso, foram construídas oito salas de aula, uma biblioteca com vários títulos e autores e, ainda, ensino profissionalizante. Qualquer prisioneiro será obrigado a ficar pelo menos quatro horas por dia dentro das salas de aula.

No trabalho, a nova penitenciária traz a cópia do modelo inglês. Parcerias com empresas de calçados, embalagens e móveis estão sendo feitas. No entanto, o trabalho não vai gerar nenhum lucro para a concessionária que administra o presídio, somente o valor pago pelo estado.

A área da saúde dentro do complexo também tem seu espaço amplo e moderno. São quatro consultórios médicos e um odontológico.

(Na nossa pura ignorância e na conta matemática 4 consultórios médicos divididos por 3040 presos deu um total de 760 presos por consultório medico, se consideramos apenas Clinico Geral e por base de 40 atendimentos diários, ou seja 760 divididos por 40 temos uma consulta a cada 19 dias, ou seja a cada 19 dias o preso poderá ter uma consulta médica com um Clinico Geral, agora me responda. Quantos médicos existem no posto de saúde próximo a sua casa? Quantos atendimentos de Clinica Geral são realizados no posto de Saúde?)

Segundo a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), a cada dois meses cada preso terá direito a, pelo menos, uma consulta em cada especialidade: jurídica(1), médica(2), odontológica(3), assistência social(4), psicológica(5), psiquiátrica(6) e terapia ocupacional(7).

Do blogueiro:

Nada contra a construção de presídios e investimento em segurança, pelo contrario sou completamente favorável ao investimento na segurança, reeducação do individuo preso, o que questiono e o valor de mais de R$2.000,00 mensais pagos por preso ou fundo gestor do presídio um desinvestimento de mais de R$6.000.000,00 nas funções publicas.

Uma vez que já existe um sistema de presídios no Estado de Minas Gerais que apresentam os mesmos tratamentos médicos, e assistenciais descritos acima, como alimentação digna, e trabalho com remuneração aos presos.

Questiono o não investimento de R$6.000.000,00 em escolas e cursos para jovens ainda não infratores, que estão em busca de seu primeiro emprego, hoje a policia Militar de Minas Gerais realiza um trabalho nos moldes D.A.R.E. (Drug Abuse Resistance Education), implantado em Los Angeles/EUA, no estado de Minas Gerais com o nome de PROERD É um Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência que tem por objetivo prevenir o uso indevido de drogas e combater a violência entre jovens.

Uma vez que o presídio de Ribeirão das Neves construído no PPP, vai abrigar em sua grande maioria presos da região metropolitana de Belo horizonte e cidades circunvizinhas, realizei alguns levantamentos dos quais seguem a seguir e minha conclusão:

Em uma pesquisa realizada em 41 escolas particulares na cidade de Belo horizonte mostra que o preço médio para o ensino:

1. Ensino Fundamental: 1ª a 9ª serie não ultrapassou R$1.210,75 mês

2. Ensino Médio: 1º ao 3º colegial não ultrapassou R$1.319,00 mês

A Lei nº 11.343/06 em seu Art. 33.define o Tráfico de drogas define a pena de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos e pagamento de 500 (quinhentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa.

Da conclusão

Em nossa leiga condição e baseado em suposições, acreditando que um preso tenha um bom comportamento para adquirir o direto de trabalho e ser deslocado para o PPP, acreditando ainda que ele tenha praticado o crime de tráfico de drogas e lhe reste ainda 5 anos de prisão, sem contar com custos normais como o auxilio reclusão o preso vai custar para o estado em seus 60 meses de prisão um total de R$120.000,00 reais aproximadamente

Ao considerarmos que o ano letivo tem a duração de 200 dias, distribuídos nos meses de fevereiro a dezembro, com férias escolares em julho nos daria um total de 11 meses de mensalidades aos mesmos 60 meses do preso teríamos um total de 5,4 anos letivos a uma custa no ensino médio de R$72.584,46.

Quando políticos analisaram os presídios do governo resolveram criar uma PPP, fica a duvida de quando irão analisar as escolas publicas e realizar uma PPP.

tirando os custos normais como o auxilio reclusão o preso em 60 meses custara ao estado um total de R$120.000,00 e um aluno em uma escola particular custa hoje R$72.584,46.

Fontes:

http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=2161&id_pagina=1

http://educacao.uol.com.br/portugues/reforma-ortografica/2009/01/30/thais-circunflexo-voo.jhtm

http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/Paginas/Inaf-aponta-o-perfil-do-analfabeto-funcional-brasileiro.aspx

http://noticias.terra.com.br/brasil/cidades/mg-1-presidio-privado-do-pais-promete-terapia-ocupacional-e-pudim,dd53fa3bc2b4c310VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html

http://www.mercadomineiro.com.br/mensalidade-escolar-pesquisa-precos.jsp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PARCEIROS

Tedioso: Os melhores links Linkado - Agregador de conteudo