BLOG SÓ PALAVRAS + UM POUCO DE TUDO, NOTICIAS E TEXTOS MAIS

Ultimas Postagens

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Viva a hipocrisia no estado de Minas Gerais

HIPOCRISIA REINA NA CORREGEDORIA



VEJA COMO REINA A HIPOCRISIA NA CORREGEDORIA DA PMMG, E EM ALGUNS PRESIDIOS DO ESTADO DE MINAS
Um tenente lotado na Corregedoria da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), quando era sargento do 16º BPM, trabalhava como segurança (BICO) no posto de gasolina Vila, na BR 040, em Esmeralda, região metropolitana de Belo Horizonte.
Ao ser demitido do serviço extra, no posto de gasolina, entrou na justiça do trabalho e recebeu cerca de 100 MIL REAIS de indenização trabalhista. Na época, foi aberta uma sindicância.

Este mesmo tenente já fez centenas de comunicações aos policiais que trabalham nas ruas combatendo a criminalidade e colocando em risco suas vidas e, atualmente, fiscaliza policiais que por ventura estejam trabalhando no serviço extra.

VIVA O TAMANHO DA HIPOCRISIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Bem meus amigos se este fato fosse isolado e único, porém o que é visível, que pessoas despreparadas estão assumindo postos de comando e chefia em locais públicos e o que reina e a hipocrisia total, temos pessoas que hoje dizem que algo e errado, e praticam o mesmo.

PAU QUE DÁ EM PEDRO NÃO E O MESMO QUE DA JOÃO!!!!!


Existem reclamações também vindas das unidades penitenciarias do estado de Minas Gerais, diretores que ficam cobrando a utilização de coberturas em locais cobertos, proíbem agentes de permanecerem em locais protegidos contra o sol, bem neste caso o agente que mandou o e-mail disse que o fato ocorre somente quando e ELE(A) que se encontra no posto de trabalho, e reclama também que existem unidades que não possuem água gelada para os funcionários já para os presos água e sombra fresca, agentes reclamam que sim os presos são seres humanos mais e os AGENTES não são GENTE.

Em alguns presídios existem coordenadores que pegam no pé de alguns agentes, só por não gostarem da personalidade do agente.

Alguns agentes reclamam sobre os responsáveis pela elaboração da padronização de uniforme nos presídios, vejamos o tamanho da burrice, na policia militar ainda existe um “RUI PM”, e nos presídios como funciona?

Agentes que trabalham em serviços externos, em alguns casos, ate oito horas acompanhando os presos no sol, utilizam o uniforme com a calça preta, será que o responsável pela padronização já pensou que o preto absorve mais o calor.

Será que não existe uma corregedoria para ver essas coisas.
Vejam mais o terror está instalado mesmo na Policia Militar, todos os militares, e ex-militares sabem que realmente o uniforme e importante, mas poucos falam sobre o "QUARTEL MONOPOLIZADO para compras de uniforme, e este QUARTEL esta atuando também em presídios". vejamos a patrulha de correição da PMMG vem causando revolta na tropa com suas ações.

Nas ocorrências, a patrulha da corregedoria não dá apoio operacional, mas aguarda o término da ocorrência para infernizar os militares, que por sua vez, estão há várias horas no estresse do combate à criminalidade.

Em cada turno a patrulha de correição chega a fazer cerca de 50 comunicações.

Picuinhas como: tamanho do coldre, capa do colete balístico com zíper,(espera lá na casa da mãe Joana corregedoria qual a diferença entre velcro e zíper, no meu ponto de vista o velcro perde a aderência e durante ocorrências como, já aconteceu comigo a placa balística ficou no caminho, já a utilização do zíper este fato e mais difícil de ocorrer) questionamentos sobre o uso de cobertura em ambientes fechados, acessórios do fardamento, bolsos, óculos escuros, postura, compostura, etc.

Bem o militar e a comunicação presencial da padronização da Policia sim, mais acho que existem coisas mais importantes para os ditos responsáveis pela fiscalização atuarem, ou a cobrança de propinas por parte de militares não se faz mais necessárias que a utilização de Zíper, ou o civil, vai prestar mais atenção na imagem de uma policia despadronizada com zíper no local do velcro ou com a imagem de policiais corruptos.

O mais absurdo foi que um soldado foi comunicado por usar um coldre, que segundo o oficial da corregedoria, estaria fora do padrão. Acontece que o mesmo tipo de coldre é usado no cinto de guarnição do comandante geral, comprado nos Estados Unidos.

Se pau que dá em Pedro desse em João a padronização seria para todos e a corregedoria deveria fiscalizar também o CORONEL, ou nessa colméia Zé Colméia, não acha mel.

Os militares reclamam que além de não serem apoiados nas ocorrências, estão sendo "aporrinhados" excessivamente.

Fico lembrando do meu curso de Soldado onde, durante as formaturas, militares graduados passavam em sabatina, perguntando nome completo, posto e graduação de militares.

Recruta neófito qual e o nome do almoxarife do 7º Batalhão
Recruta qual e o nome do Comandante de 12º Batalhão
Recruta qual e o nome do chefe do Estado Maior.(nesse o erro e fatal, chega a dar até execução em cadeira elétrica)
Recruta neófito o que foi publicado no DISP de hoje.
Entre outras perguntas.

Será que a corregedoria também faz esse tipo de sabatina.

A coisa está tão absurda que a patrulha de correição entra nas unidades, interfere nas chamadas, adentram nas seções dos quartéis infernizando os militares em serviço, além de fazerem dezenas de comunicações, colocando em dúvida a competência dos oficiais da unidade.

Quando a Corregedoria comete tal absurdo coloca em "xeque" o poder de fiscalização da unidade e passam por cima da autoridade do comandante do Batalhão.

Já existe um boato que os militares da corregedoria tem como meta, uma certa, quantidade de comunicações talvez ai justificaria as ações do tenente que trabalhou como segurança no posto, isto e uma hipocrisia ou não, Abre o olho Coronel Renato, pois desta maneira a tropa está cada dia desmotivada a trabalhar, e se continuar assim pode até, ficar igual ao rio de janeiro onde quem manda são os traficante, e olha que quem diz isto sou eu e um comentarista anônimo no blog do Cabo Fernando.

Abre o olho corregedoria, vamos trabalhar para tirar da corporação os mãos militares, que se vendem para traficantes, infratores da lei, com o salário de cabo da policia, como um policial militar com a esposa desempregada e dois filhos pra criar, pode andar de carro zero, morar em uma chácara particular comprada em 8 anos de policia, pagar faculdade para dois filhos que não trabalha, será que neste caso a corregedoria não deveria atuar, verificar se os bens são legítimos, será que ele atuando na policia florestal, não esta aceitando propina, vamos trabalhar direito corregedoria.

Será que aquele militar que atuou em varias ocorrências envolvendo o mesmo autor não o esta perseguindo. Deixa o ziper, o militar esta de colete balístico, então vamos preocupar sim com a imagem da Gloriosa Policia Militar, mas será que a imagem não esta sendo manchada em outras mangas e o alvejante deve ser mudado.

Parte do texto tem como fonte: Blog do Cabo Julho, Blog do Cabo Fernando, Blog da Renata

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PARCEIROS

Tedioso: Os melhores links Linkado - Agregador de conteudo