BLOG SÓ PALAVRAS + UM POUCO DE TUDO, NOTICIAS E TEXTOS MAIS

Ultimas Postagens

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Alguns erros de Tradução

Tragédias de tradução
Meus amados bruxos, estava lendo um livro de informática antigo que tenho e me deparei com uma tradução que me chamou atenção, no texto havia uma indicação de que para manusear o “motorista de disco” era necessário o uso de pulseiras Anti-estática, isso me chamou a atenção, mesmo sem saber muito de Inglês, comecei a ler o mesmo trecho na parte de Inglês e para minha surpresa não estava escrito Driver e sim Drive, “motorista de disco” entrou no lugar de “unidade de disco” na tradução de disk drive, Motorista, em inglês, é driver.
Isso e muito curioso então pesquisei na net para encontrar outros erros de tradução:
No dia 19 de janeiro do ano de 2007, (sei que e antigo mais e útil para meu post) foi publicada uma matéria no site Séries Etc. intitulada "Erros de tradução, digitação, português, falta de legendas: é difícil entender as séries na TV paga". A matéria critica, não sem uma boa dose de razão, problemas sérios em alguns canais de TV a cabo, entre eles a falta de legendas ou a presença de legendas ou palavras em espanhol, além dos sempre destacados erros de tradução. Contudo, muitos dos erros não são exatamente erros e muitas das soluções apresentadas como "tradução adequada" são traduções muito ruins.
 (Inexplicável:)
"Grounded For Life", na Fox

Fala Original: Get that done!
Tradução Adequada: Termine isso!
Tradução do Canal: Pegue a boneca!
(Detalhe: os personagens estão no meio da rua carregando canos e não há nenhuma boneca na cena.)

A tradução provavelmente foi feita de ouvido, sem script para acompanhar, e o tradutor entendeu "doll" em vez de "done". O lapso de audição não seria tão sério se o tradutor não tivesse cometido o erro, muitíssimo mais grave, de não desconfiar de que aquilo não faz sentido no contexto. De fato, nada justifica isso.

Há ainda erros mais bobos aos quais todos estão sujeitos, que idealmente deveriam ser identificados e consertados na revisão, desde que a tradução em geral seja boa e a revisão também.
"The New Adventures of Old Christine", no Warner
Fala Original: Did mom and dad took you to church?
Tradução Adequada: A mamãe e o papai te levavam à igreja?
Tradução do Canal: Papai e mamãe iam à igreja?

Fala Original: No, they dropped me off on the way to bingo.
Tradução Adequada: Não, eles me deixavam lá no caminho do bingo.
Tradução do Canal: Não, eles iam jogar bingo.

MOÇA! MOÇA!
Nick Marshal (Mel Gibson), protagonista de “Do que as Mulheres Gostam”, assiste a um jogo de basquete pela TV. Um dos jogadores se prepara para arremessar a bola e as palavras de Nick aparecem na legenda: - Moça, moça, moça!
Moça? Na verdade ele torcia: “Erra, erra, erra” (miss, miss, miss). Quem acabou errando foi o sujeito que fez a legenda para a versão brasileira.

TORRADA!
Let’s make a toast significa “vamos fazer um brinde”, mas, segundo a tradutora Raquel Elimar, em muitas legendas está como “vamos fazer uma torrada”. Toast é uma das tantas palavras inglesas com dois significados. Outro erro comum envolve o verbo inglês pretend (fingir), que quase sempre vira “pretender”. O livro ThePhysician (“O Médico”) foi traduzido para O Físico (na verdade, “físico” é physicist).


ARRANQUE VERMELHO
Redherring é uma expressão com o sentido de pista falsa, disfarce, mas pouca gente sabe disso. Ela é sempre traduzida literalmente para arranque vermelho. Como em “o cálcio de leite é, de fato, um arranque vermelho”, em tradução virtual do livro Fit for Life, Heads & Tails, Diet for a NewAmerica.

DINHEIRO NA JOGADA
Há mal-entendidos que podem causar prejuízos astronômicos. Um deles, segundo o tradutor Francis Aubert, aconteceu com uma empresa brasileira que tentou comprar uma enorme carga chinesa de feijão preto. Só quando o navio chegou ao Brasil os empresários perceberam que o que haviam comprado era um tipo de soja. Como a negociação foi feita em inglês – língua estrangeira para os dois lados -, as empresas se confundiram com a palavra bean, que quer dizer tanto “feijão” quanto “grão”.

O GENERAL WILL
O pior de todos os “desacertos” já cometidos em uma tradução para o português brasileiro é tido como mito para a maioria dos tradutores. Mas ele está lá, no livro A Teoria Política do Individualismo Possessivo: de Hobes até Locke. A expressão inglesa the general will, em vez de significar “a vontade geral”, virou “o general will”. Resultado? Quem decidia as coisas em algumas passagens da obra não era a vontade geral, mas o general Will. Tudo bem: o livro foi editado em 1979, tempo de ditadura militar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PARCEIROS

Tedioso: Os melhores links Linkado - Agregador de conteudo