BLOG SÓ PALAVRAS + UM POUCO DE TUDO, NOTICIAS E TEXTOS MAIS

Ultimas Postagens

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

A importância da berinjela

Nos últimos anos com o crescente aparecimento de doenças crônicas não transmissíveis como: obesidade, aterosclerose, hipertensão, osteoporose, diabetes e câncer e com a maior preocupação da população com a alimentação, os alimentos os funcionais têm sido utilizados como estratégia de prevenção e de tratamento de diversas enfermidades.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), alimentos funcionais são aqueles que produzem efeitos metabólicos ou fisiológicos através da atuação de um nutriente ou não nutriente no crescimento, desenvolvimento, manutenção e em outras funções normais do organismo humano.

Um alimento que pode ser utilizado como exemplo para ilustrar tal situação é a berinjela, que nos últimos anos tem tido o seu consumo aumentado devido às informações veiculadas sobre supostos benefícios que o seu consumo oferece à saúde.

A ideia atual mais difundida é de que o consumo regular de berinjela separadamente (ou derivados à base da hortaliça) ajudaria a diminuir o colesterol. Existem muitos estudos científicos sobre o assunto, mas nenhum apresentou resultados satisfatórios para sustentar a afirmação.
Embora não haja comprovação, até o momento, de que a berinjela diminua o colesterol, esta hortaliça fornece muitos outros nutrientes benéficos à saúde.

Levando em consideração a composição nutricional do fruto da berinjela, este pode ser considerado fonte de minerais e vitaminas. As análises laboratoriais mostram que, em 100g de berinjela crua encontram-se, em quantidades consideráveis, os seguintes minerais: cobre, magnésio, zinco, potássio, cálcio, ferro e fósforo.

As principais vitaminas encontradas são: vitamina A (retinol), vitamina B1 (tiamina), vitamina B2 (riboflavina) e vitamina C (ácido ascórbico). Além disso, a berinjela destaca-se por apresentar uma grande quantidade de água, essencial para manter o corpo hidratado e favorecer as reações químicas nas células corporais; uma significativa porcentagem de fibras, que auxilia no bom funcionamento do intestino e formação do bolo fecal; além de ser considerado um alimento que fornece poucas calorias, auxiliando no controle do peso.

Segundo a Nutricionista Adriana Lopes Peixoto, outro ponto importante a ser destacado sobre este assunto é referente a cautela no consumo de compostos funcionais, consumo de nutrientes isolados, ou até mesmo alimentos na forma de cápsulas ou comprimidos. Este consumo deve ter indicação médica ou nutricional, por diferentes motivos. Primeiro, porque normalmente os produtos industrializados com ação funcional são mais caros, segundo os alimentos tem outros nutrientes importantes a oferecer como: vitaminas e minerais. Portanto, o produto contendo a substância funcional não substitui por completo, o alimento de onde foi retirado tal composto, uma vez que apresenta apenas uma característica deste.

A nutricionista acrescenta ainda que em relação aos produtos industrializados com caráter funcional, é importante esclarecer que o simples consumo desse tipo de alimento, com a finalidade de obter um menor risco no desenvolvimento de doenças, não atingirá o objetivo proposto se não for associado a um estilo de vida saudável levando em consideração principalmente, a alimentação e a atividade física.

Sugestões sobre o preparo e consumo da berinjela
• Como utilizar: a berinjela pode ser utilizada alguns pratos como o cuscuz, suflê, tortas, saladas, recheada e em forma de lasanha.
• Como comprar: a berinjela de boa qualidade deve apresentar pedúnculo verde e rijo, fruto escuro, sem manchas, macio, de pele fina, brilhante e sementes claras. As opacas e amolecidas já estão velhas e perderam um pouco suas propriedades nutricionais.
• Como armazenar: até o momento do preparo, deve ser armazenada inteira e com casca, para que não haja perda de nutrientes e alterações sensoriais, sob refrigeração, por um período máximo de quatro dias. Se guardada dentro do congelador, em um saco plástico, dura de uma a duas semanas.
• Como preparar: deve ser preparada com casca, em pedaços grandes e se for cozida em água, o volume da água de cozimento deve ser o menor possível, para minimizar a perda de nutrientes. Além disso, evite cozinhar por tempo prolongado em altas temperaturas para reduzir as perdas das vitaminas hidrossolúveis. Para retirar o gosto amargo que a caracteriza, corte-a ao meio, esfregue com sal e escorra, ou deixe-a aberta coberta com água e sal, limão ou vinagre, durante, pelos menos, 15 minutos. Escorra em seguida e seque com papel absorvente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PARCEIROS

Tedioso: Os melhores links Linkado - Agregador de conteudo