BLOG SÓ PALAVRAS + UM POUCO DE TUDO, NOTICIAS E TEXTOS MAIS

Ultimas Postagens

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Avaliação psicologica para candidatos das policias de Minas Gerais

A avaliação para comprovação da sanidade mental dos policiais militares e civis de Minas Gerais é um assunto que volta a ocupar o noticiário policial depois que o soldado Fabrício Cruz de Carvalho, após suspeita de ter sofrido um surto psicótico, invadiu, no fim de semana, o Hospital das Clínicas usando um revólver calibre 38, disparando dois tiros, causando pânico e medo entre pacientes e visitantes que se encontravam no hall da instituição. Não houve feridos e o militar foi internado na Clínica Serra Verde, localizada na MG-010, em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde outros 34 militares também estão internados para tratamento psiquiátrico.

Na segunda-feira (10), o fato era tratado com reserva pela Polícia Militar, que não informou quantos policiais militares encontram-se em licença para tratamento psiquiátrico nas demais unidades credenciadas pela corporação. Por meio de nota, a corporação destacou que o exame psicológico é “requisito obrigatório” para ingresso nos quadros da Polícia Militar.

Para a chefe do Departamento de Psicologia da Academia de Polícia Civil (Acadepol), Tânia Alves, há 30 anos selecionando candidatos, as duas corporações cometem a “mesma falha” na avaliação psicológica. “As duas polícias fazem mais um acompanhamento reativo, depois que estoura o caso, em vez de um tratamento preventivo”, avalia Tânia, que é psicóloga e já avaliou mais de 40 mil candidatos. Ela defende uma supervisão mais constante dos policiais.

O último levantamento feito pela Polícia Civil, em 2009, registrou 1.434 licenças médicas, das quais 32% para tratamento psiquiátrico, entre eles problemas envolvendo ansiedade e depressão.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que “todos os policiais militares passam, bienalmente, pelo Treinamento Policial Básico”.
"Bem meus Bruxos, Quem já viveu e vive o treinamento sabe que este não e um bom exemplo de capacitação policial, as preleções também não fazem o seu papel, onde muitas vezes os responsaveis pelo treinamento somente galgam postos ou graduações porém fantam treinamentos para os treinadores - Só Palavras"

Na Polícia Civil, de acordo com o diretor do Departamento de Recursos Humanos, Vagner Vidal, 15 profissionais, entre psicólogos e assistentes sociais, fazem parte do Programa de Atendimento Psicossocial para acompanhamento de 12 mil policiais da corporação em todo o Estado. Vidal disse que, além de palestras e cursos relacionados a relações interpessoais e motivação profissional, esse grupo de profissionais faz ainda atendimento individualizado. “Quando detectamos a necessidade de atendimento continuado, encaminhamos o policial para um dos hospitais conveniados”.

O psiquiatra forense e criminólogo Paulo Roberto Repsold alerta que o sistema de avaliação das polícias Civil e Militar deveria ser repensando. “Apesar de as duas polícias fazerem o dever de casa direitinho, avaliando os policiais para ingresso, está havendo alguma falha, porque vira e mexe há algum caso parecido com o ocorrido com esse policial, no Hospital das Clínicas”.
"Bem meus Bruxo, sim o dever de casa e feito, na minha turma formou um policial, que já havia pedido baixa da policia após efetuar desparos de arma de fogo sem justa causa, e que estava prestes a ser dispensado da policia, porém o mesmo foi avaliado psicologicamente com apto para exercer a profisão, e acreditem em apenas dois anos de serviço novamente o mesmo efetuou desparos de arma de fogo alegando estar atirando em naves extra-terrestres, agora encontra-se recolhido no batalhaõ e passando por avaliações psicologicas, Então que dever de casa as policias estão fazendo, conheço uma pessoa que foi reprovada em duas avaliações psicologicas para exercer o cargo de soldado e aprovado em uma avaliação psicologica para OFICIAL, voltando a minha turma de Soldados, um dos aprovados para exercer a atividade policial como soldado e posteriormente com SARGENTO DE POLÍCIA, não obteve aprovações para o Cargo de oficial - Só Palavras"

O psiquiatra acredita que os candidatos a policial deveriam ser testados para verificar se possuem “real aptidão” para o cargo. “Para ser policial, ao contrário do que se supõe, é preciso ser uma pessoal calma, com muito controle emocional. Mas, às vezes, o sujeito não é assim e entra para uma das duas corporações em busca da estabilidade do serviço público”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PARCEIROS

Tedioso: Os melhores links Linkado - Agregador de conteudo